Há menos corrupção na Roménia e na Bulgária, segundo um relatório do Banco Mundial. Apesar de os dois países que se preparam para aderir à União Europeia terem “níveis de corrupção ainda elevados”, o relatório elogia os progressos alcançados nos últimos anos. 

A diminuição da corrupção é uma das condições impostas pela UE para que a Roménia e a Bulgária possam aderir a curto-prazo ao espaço comunitário. Para o Banco Mundial, esta imposição estimulou o combate à corrupção nestes países.

A Estónia e a Eslováquia são apontados como os casos de maior sucesso, enquanto que a Albânia é apontada como o exemplo a não seguir na Europa.

COORDENADAS ÚTEIS

Bucharest Daily News (Roménia)

Sofia News Agency (Bulgária)

Voice of America (EUA)