I refuse to let some bunch of half-crazy people damage Slovakia’s good name around the world.

Robert Fico, primeiro-ministro da Eslováquia, louvando a prisão de elementos do grupo fascista Pospolitost, que tentavam boicotar a celebração do 62º aniversário do Slovak National Uprising (um movimento de resistência da Segunda Guerra Mundial). Robert Fico, de centro-esquerda, mas cuja coligação que lidera incorpora um partido de extrema-direita, responde desta forma ao Governo da Hungria – Budapeste pedia ontem uma posição forte do Executivo eslovaco face aos crimes étnicos cometidos contra húngaros na Eslováquia.

FONTE: Slovak Spectator (Eslováquia)