O enviado nas Nações Unidas ao Kosovo, Martti Ahtisaari, entregou hoje ao presidente da Sérvia, Boris Tadic, um plano para aquela província. Sem mencionar a palavra “independência”, o plano aponta no entanto para uma primeira aproximação ao estatuto de estado, sob supervisão internacional. O documento tem ainda de ser aprovado pelo Conselho de Segurança da ONU, mas já foi prontamente rejeitado pela Sérvia.

Martti Ahtisaari pretende que o actual protectorado das Nações Unidas adopte uma constituição própria, seja “multiétnico”, possa “governar-se a si próprio democraticamente e em pleno respeito pela ordem da lei”, bem como “negociar e concluir acordos internacionais, incluindo o direito a procurar integração em organizações internacionais”.

COORDENADAS ÚTEIS:

Times Online

Voice of America

Radio Free Europe/Radio Liberty