O Tratado de Maastricht foi assinado há 15 anos. A propósito da efeméride, Joaquín Almúnia, Comissário Europeu dos Assuntos Económicos e Monetários, num artigo publicado hoje no “Diário Económico” (pag 39), sublinha a importância deste passo na integração europeia, ressalvando a necessária disciplina para “quanto que resta por fazer”.

“O euro é o maior símbolo da integração europeia. Mas ele é mais que um símbolo! É característico do ser humano ter memória selectiva e uma tendência para realçar o aspecto negativo das coisas, em detrimento do positivo, sobretudo quando estamos perante factos adquiridos. Mas os factos falam por si mesmo.”

Sobre o assunto, pode ler-se também a opinião de Joaquín Almúnia na página da Comissão Europeia.