1,3 mil milhões de euros. O défice da Segurança Social previsto para 2009 em França é uma das grandes dores de cabeça para o futuro presidente.

FONTE: Diário Económico