É tempo de criar um comité de crise europeu que agrupe representantes políticos de alto nível, antigos chefes de Estado e de governo ou ministros das Finanças, assim como economistas de renome e peritos financeiros“.

A passagem lê-se no artigo “A finança louca não nos pode governar“, publicada hoje no jornal francês “Le Monde”. Antigos dirigentes, entre eles os ex-presidentes da Comissão Europeia Jacques Delors e Jacques Santer, o ex-chanceler alemão Helmut Schmidt, os antigos primeiros-ministros francês Michel Rocard e Lionel Jospin, lançam o repto para a criação de um comité encarregue de pensar a crise financeira actual e de “propor uma série de medidas ao Conselho da União Europeia”.

Le Monde in Público